sábado, setembro 12, 2009

Em defesa dos guarda-chuvas grandes

Existe algo mais irritante do que andar com a barra da calça molhada? E quando a meia fica ensopada depois de passar o dia caminhando na chuva? Minha primeira providência, assim que as lojas abrirem na segunda, é comprar um guarda-chuva grande. Sei que haverá protestos, lágrímas e ranger de dentes, mas fincarei meus secos pés e a decisão está tomada.

6 comentários:

Maurício Oliveira disse...

Vou fingir que não te conheço.

Aline Cabral Vaz disse...

APOIADA!!

Le Vin au Blog disse...

Acho que agora posso confessar, meu sonho dourado era ter um guarda-chuva dos grandes, de preferência o de uma loja aqui do Rio chamada Uncle K, que é bem bonito, todo colorido.

Pena que aqui as calçadas sejam tão cheias de gente. :(

Beijos.
Rafa

Sônia Vill disse...

Oi, Cris. Confesso que também andei desejando esse guarda-chuva... Mas, qdo o sol volta a aparecer a gente esquece td, não é mesmo? Bjos.

Gustavo Cabral disse...

hmm, começo a entender aquele comentário do maurício sobre a laringite..
mas no fundo tens razão, mulher pode usar guarda-chuvão. afinal depois de uma hora na frente do espelho não dá pra vacilar.
e feliz de quem pode tomar chuva sem estragar a chapinha!
mas se for usar mesmo guarda-chuva dois mega, favor abster-se de andar com ele aberto embaixo de marquise. pq aí é abuso
bj

Frank Maia disse...

quaquaquaquaqua...chorei!

um bju e adorei o mimo, viu? vc sempre maneira! adorei, Cris!