quarta-feira, outubro 25, 2006

Insanidade



O Balneário, onde moro, é um bairro muito simpático. Reduto de manés do Continente e casa do Figueirense. Mas, como a grande maioria dos bairros de Florianópolis, praticamente não tem árvores.
Ontem, a Prefeitura conseguiu piorar a situação e cortou uma das poucas árvores existentes na minha rua. Não dá para acreditar na mentalidade desse povo. Daqui a pouco não vamos mais ter o que respirar. Invejo cidades como Porto Alegre e Curitiba!
PS - Ilustração feita pelo Laurinho especialmente para este post.

3 comentários:

Cléia Schmitz disse...

E por que? Qual foi o motivo? Idiota, provavelmente. Só o que se planta nessa cidade são aquelas palmeiras. Se continuar assim, vão acabar mudando o nome da cidade. Ou pelo menos do time do Estreito.

antoniofernandes@travasso.net disse...

Olá Cristiane!
Vim para o seu blog por uma razão muito simples:nasci num pequeno Lugar de Portugal chamado Fontinha!...Mas tem mais! O meu bisavô foi emigrante em Florianópolis ( acabou por falecer no regresso e ficou em Santos) e tenho ainda família (entre outros lugares do Brasil) em... Porto Alegre!...Como o mundo é pequeno e os nomes nos aproximam!
Em relação ás árvores, o mal é geral. Nós por cá passámos da (quase) monocultura do pinheiro bravo para o eucalipto. Está,lembrada dos protestos de algum tempo atrás por causa da plantação desse tipo de árvores perto de Porto Alegre?...Pois olhe que assim como a colonização portuguesa acabou com a vossa floresta atlântica, assim os eucaliptos "acabam" com a água"!
A verdade é que as cidades "modernas" regeitam cada vez mais as árvores e, em geral, tudo o que é vivo!
Gostei de a encontrar. Volto qualquer dia!

lauro disse...

taddddddinha.