segunda-feira, junho 16, 2008

Fábula


Kiron, o dragão

Certo dia, um dragão estava voando pelos céus da cidade de Wersville, uma terra mágica. Seu nome era Kiron. Voava todo dengoso com suas cores lindas: vermelho e azul, com olhos verdes. Em Wersville era quente como no deserto do Saara. O povo de lá vivia em paz e harmonia, enquanto o rei era Don Jiuseppe II. Kiron voava tranquilamente e de repente ouve um papo que Don Jiuseppe estava muito, mas muito, doente. Ele pensou: - será que é verdade? Será que o rei está doente? Nunca ouvi falar de ele estar doente.
No dia seguinte, Kiron voa para o castelo do rei e pergunta a um dos guardas: - o rei está melhor? O guarda responde: - desculpe, o rei acaba de falecer. Kiron não se conforma, pois o filho do rei era extremamente do mau, do mau mesmo, um demônio mandado pelo diabo.
Depois de nove meses, o filho do rei, Bergol, inicia uma guerra entre Wersville e Caxol, a cidade vizinha. Todos estavam convocados para a guerra, os dragões, os elfos, os centauros, os pegasus, os humanos e aves como a Fênix.
E começa a guerra do milênio, muitos seres morrem. Kiron ficou muito ferido no primeiro dia, mas ainda tem o amanhã de guerra. No outro dia, Kiron vai à luta. Não é uma boa notícia, mas depois de batalhar muito, Kiron também morre. Mas pelo menos Kiron conseguiu prosperar a paz em Wersville durante milênios. Hoje ela é a Hong Kong, terra dos dragões da mitologia chinesa.
Texto e pintura: Lauro Miranda de Oliveira

5 comentários:

Adriane Canan disse...

coisa linda! parabéns laurinho!

Adriane Canan disse...

muito legal a sua história!laurinho,sabia que pode virar um livro? parabéns
beijos
amanda

Cléia disse...

Eu também gostei muito, esse menino tem muita imaginação. E a ilustração está linda!

Aline Cabral disse...

Taí a prova de que existe herança genética.
; )

Giancarlo Proença disse...

A genética, complementada pelo ambiente e educação, dá no que dá. Muito boa a história, Laurinho. Tô louco pra mostrar pra você as fotos que fiz em Hong Kong e dos dragões nos templos da China. Beijos pros quatro.